COP23 reúne líderes mundiais para discutir mudanças climáticas

 

Teve início nesta segunda-feira, 6, a 23ª Conferência do Clima (COP, sigla em inglês), realizada pela Organização das Nações Unidas (ONU), cujo principal objetivo é discutir as mudanças climáticas e acelerar os objetivos do Acordo de Paris ― resolução que pretende diminuir a emissão dos gases responsáveis pelo efeito estufa.

Esta conferência, organizada dois anos após a adoção do Acordo de Paris, é presidida por Frank Bainimarama, primeiro-ministro da República das Fiji. “O sofrimento humano causado pelos furacões, incêndios florestais, secas e inundações representam ameaças à segurança alimentar causadas pelas mudanças climáticas e significam que não temos mais tempo a perder”, disse Bainimarama em comunicado oficial.

A COP 23 está sendo sediada na Alemanha, na cidade de Boon. Segundo a secretária-executiva das Mudanças Climáticas na ONU, Patricia Espinosa, o evento mostrará dois aspectos das mudanças climáticas, em especial. “Um primeiro será positivo, resoluto, um momento inspirador para muitos governos e uma crescente variedade de cidades e estados alinhando-se aos objetivos do Acordo de Paris. E, num segundo momento, uma realidade. O termômetro do risco está crescendo, o pulso do planeta está acelerando, as pessoas estão se machucando, precisamos juntos ter a ambição para chegarmos ao próximo nível”, disse a secretária-executiva.

O Acordo de Paris e a saída dos Estados Unidos

O Acordo do Clima de Paris foi assinado em 2015 e prevê que seus signatários se comprometam em manter o aquecimento global abaixo de 2ºC, ou mais próximo possível de 1,5ºC. Caso a temperatura do planeta continue a subir, há riscos de degelo na Groenlândia, aumento do nível do mar e danos significantes a ecossistemas como a Amazônia.

Este pacto, porém, foi quebrado pelo presidente estadunidense Donald Trump que, logo após se eleger, decidiu abandonar o acordo. O Acordo de Paris foi aprovado por 195 países-membros da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCCC, sigla em inglês).

Este pacto, porém, foi quebrado pelo presidente estadunidense Donald Trump que, logo após se eleger, decidiu abandonar o acordo. O Acordo de Paris foi aprovado por 195 países-membros da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCCC, sigla em inglês) e entrou em vigor em 4 de novembro de 2016.


FALE CONOSCO

  • Rua João Ridley Bufford,79 – Centro Santa Bárbara d’Oeste – SP
  • (19) 3044–3898
  • contato@operariosdamesse.org.br
  • Como Chegar

Pedido de Oração

Pesquise aqui