A quem iremos, Senhor?

 

Muitas pessoas seguiam Jesus, presenciavam seus milagres e prodígios e suas sábias palavras, porém, sua proposta é radical com um objetivo claro de “transformar nossa vida” em uma “vida plena”. Contudo não podemos nos esquecer que nada acontecerá em nós se não passarmos pela renúncia e por conversão de vida. Assim, muitos que O escutavam achavam suas palavras duras, ainda que as soubessem que eram certas.

Muitos se afastaram de Jesus com o tempo, mais seu grupo de discípulos (os Doze) mesmo diante de suas dificuldades não se afastaram Dele. Diante desse fato os discípulos por meio de Pedro fazem sua declaração de fidelidade a Jesus dizendo: “e a quem iremos, Senhor?” Continuando: “Só tu tens palavra de vida eterna!” (Jo 6, 68-69)

Hoje, com o mundo moderno, diante da cultura que tudo relativiza, sofremos uma crise do “vazio interior”, pois só em Cristo seremos capazes de encontrarmos o verdadeiro sentido em nossa vida. Ao reconhecer em Jesus as palavras de vida eterna, Pedro proclama que Ele é capaz de preencher-nos, capaz de conciliar nossas inquietações e dar sentido à existência humana.

Ser preenchido por Jesus significa sair de nosso egoísmo e comodismo. É no encontro com Cristo que seremos preenchidos para ser canal de Graça e Vida para o outro.  A dureza das palavras de Jesus, nos deixa muitas vezes ressentidos porque nos tira do egoísmo que faz-nos caminhar em torno de nós mesmos.

Ser transformado por essas palavras radicais fazem-nos canais verdadeiros de vivência fraterna, de comunhão e de construção do Reino de Deus. Fica aí nosso desafio: seguimos firmes na direção dos ensinamentos de Jesus ou prevaricamos procurando justificar nossa vida e ações. Queremos ficar ainda em torno de nossos interesses pessoais?  Não existe encontro com Cristo se não houver adesão radical a sua palavra.

Aderir a Jesus é acreditar na eficácia de suas palavras, ainda que elas nos questionem e nos façam mudar o rumo de nossas vidas radicalmente. Ainda que sejamos questionados pela ideóloga difundida em nossa cultura social ação Cristã no mundo só será concreta e verdadeira quando abraçarmos por inteiro o projeto salvífico de Cristo Jesus.

 Pois ELE mesmo já nos disse: Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é que me ama. E aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e manifestar-me-ei a ele.” João 14,21 A sociedade não precisa de “idealistas” mas precisa de pessoas que materializem por meio de seus atos, uma vivencia marcada pela força do Evangelho na ação renovadora do Espirito Santo. 

 

César Quirino

Fundador


FALE CONOSCO

  • Rua João Ridley Bufford,79 – Centro Santa Bárbara d’Oeste – SP
  • (19) 3044–3898
  • contato@operariosdamesse.org.br
  • Como Chegar

Pedido de Oração

Pesquise aqui