Blog - Formações

Sepulcro vazio

Após quarenta dias de intensa reflexão e preparação, e mais uma semana revivendo a paixão e morte de nosso Senhor, hoje nos deparamos com o sepulcro vazio, e para chegar a este lugar foi necessário ficarmos de pé diante da cruz de Jesus, deixando-nos lavar com o seu sangue precioso, sendo purificados de todos os nossos pecados.

Maria Madalena foi uma das três pessoas que estiveram aos pés da cruz; depois da morte de Jesus, ela esperou ansiosa para ir ao sepulcro ungir o seu corpo, porém chegando lá viu a pedra do sepulcro removida. “No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu a pedra tirada do sepulcro” (João 20:1).

O que hoje significa para nós essa pedra removida, ou seja, o sepulcro vazio? Será que acreditamos no Senhor que ressuscitou, e que nos dá vitalidade para levarmos a força desta  ressurreição?

Às vezes enxergamos Jesus como um simples jardineiro, assim como Maria Madalena o enxergou, após sua ressurreição, pois, não olhou com os olhos da fé, mas com os olhos humanos, influenciada pelo espírito do mundo. Realmente ainda muito confundimos a voz do Senhor, pois é mais fácil vivermos com o nosso olhar fixo em nossos interesses humanos, do que nos interesses de Deus por nós.

O evangelista Lucas narra um pouco deste mundo da indiferença em que vivemos, e no qual os discípulos também viveram, nas seguintes palavras: “Alguns dos que estavam conosco foram ao sepulcro, e acharam ser assim como as mulheres haviam dito; porém, a ele não o viram” (Lucas 24:24).

Não bastou tudo aquilo que tinham já vivido e ouvido de Jesus, os seus corações estavam fechados, sendo que por muitas vezes deixamos que este trecho do evangelho se repita em nossa vida, quando deixamos a indiferença tomar conta de nosso coração.

O sepulcro está aberto e vazio, porém insistimos em procurar sinais de morte ainda dentro dele; temos em nossa existência a oportunidade de experimentarmos a vida do ressuscitado, mas infelizmente por muitas vezes ainda insistimos em chorar nossas dores. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas” (João 10:10-11).

Que a vida do Cristo ressuscitado possa iluminar nossas vidas, a fim de que saiamos da morte para vida plena. “Por que procurais aquele que vive entre os mortos? Ele não está aqui, ressuscitou!” (Lucas 24, 5-6).

 

Neli Maria Mosna B. Quirino

Co- Fundadora da Comunidade Operários da Messe

Decidir-se pelo Reino

Como uma visita que esperamos, às vezes inesperada, o Senhor está a nossa porta, não só por algum tempo, mas a cada dia, a todo instante esperando que abramos a porta; só que esta porta é a do nosso coração, e a partir do momento em que nos abrimos Ele  estará entrando em todas às áreas da nossa vida interiormente, para depois refletir exteriormente.

Muito mais que uma visita freqüente e inesperada, Ele quer morar em nós, ser o nosso amigo mais íntimo; o nosso coração deve ser Santa Habitação do Senhor, onde a cada dia diante de nossas misérias, cegueiras, surdez, Ele vem nos tornar ricos de toda a graça.

Em Apocalipse 3 a partir do versículo 14, no qual a edição desta revista vem nos trazer, convida-nos a decidirmos sobre o nosso caminhar; Conheço as tuas obras: não és nem frio nem quente. Oxalá fosses frio ou quente!Mas, como és morno, nem frio nem quente, vou vomitar-te(Apocalipse 3:15-16).

Essa palavra pode nos parecer forte demais, porém chega de nos deixar enganar, de ficar em cima do muro dando ouvidos para satanás, que se apresenta em pele de ovelha, que acaba nos seduzindo com seus artifícios, nos enganando, parecendo muitas vezes ser bom, verdadeiro, mas nos leva a perdição.

Ouvi uma história que nos diz o seguinte:

“Certo homem estava caminhando em cima de um muro, em um dos lados estava um anjo insistentemente convidando para que ele pulasse do seu lado; o homem continuou sem dar atenção. Do outro lado o diabo andava tranquilamente sem tecer nenhum comentário, o homem ficou incomodado, e perguntou ao diabo se ele não iria pedir para que ele pulasse do seu lado, e o diabo disse que não, porque o muro estava em seu terreno.”

Que a nossa reflexão possa ser neste sentido, pois diante do que o mundo nos oferece, hoje vivemos nesta condição de que por muitas vezes queremos nos lançar em Deus, ter uma vida conforme seus mandamentos, porém tudo isso nos leva a uma renúncia; muitos desejos que nos satisfazem humanamente, e preferimos as duas coisas, sendo assim ficamos em cima do muro.

É preciso decidir-se! Muito embora nos pareça doloroso, mas sem calvário, sem morte, não existe ressurreição.

“E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me” (Lc 9,23).

A verdadeira alegria consiste em lutas, nada é fácil, mas como é bom lutar na certeza que lá na frente à vitória será sua.

Tudo em nossa vida exige sacrifícios, desde o nosso nascimento até a nossa morte, e é por isso que vale a pena decidir-se pelo que é certo, mesmo que possa parecer muito doloroso.

Hoje o seu anjo da guarda está do outro lado do muro, te dando a oportunidade de decidir-se; não perca tempo, se lance e deixe que o Senhor venha fazer morada definitiva em tua vida, em sua casa; abra a porta, só depende de você, pois a fechadura está só do lado de dentro.

Deus Abençoe! 

Neli M.M Bueno Quirino

Co- Fundadora da Comunidade Missionária Operários da Messe

Jovens, faça parte da geração de Maria.

Sempre fazemos planos, traçamos metas e avaliamos o ano que se passou. Muitos na passagem de ano fazem também as chamadas simpatias que nada mais são do que pequenas mandingas para que o ano que está iniciando seja melhor do que aquele que passou, comem romã, compram peças íntimas novas com a cor que simbolizam seus desejos, o branco a paz, o amarelo dinheiro, o vermelho amor. Penso eu que se desejasse tudo isso teria que usar uma roupa com no mínimo quatro números maiores para vestir tantas peças íntimas.  

Queria que você, jovem, refletisse sobre o ano de 2013, como ele foi para você, muitos canais de TV fazem a “retrospectiva”. Será que no início do ano de 2013, você também não fez nenhuma dessas mandingas ou já vem há vários anos fazendo?

Jovem, eu te convido a agregar aos seus bons propósitos para 2014, algo em especial, muito especial que vai exigir de você, jovem, toda sua força e determinação. Quero que você faça um propósito com Deus, de ser mais Dele em 2014, buscar mais a Ele em 2014, diante de tantos planos faltou esse.

A juventude sente essa atração por Deus, por que toda alma tem sede de Deus “Ó Deus, vós sois o meu Deus, com ardor vos procuro. Minha alma está sedenta de vós, e minha carne por vós anela como a terra árida e sequiosa, sem água. Salmo 62,2”, mas, existe uma tentação que nos faz pensar: - Quando eu estiver mais velho, aí então vou para a Igreja e vou viver as coisas de Deus, mas por enquanto vou curtir a vida.

 Será que chegará a ficar mais velho, uma canção da banda Dom tem o título “Quanto tempo você tem”?

O tempo, meus amados, é agora. Não sei se você sabe, mas o 1º dia do ano para nós católicos tem uma comemoração muito especial, a confraternização universal: MARIA MÃE DE DEUS.

Maria, ela que tão jovem como você disse sim a Deus, quando o anjo veio até ela, não disse: “espera, eu vou ficar mais velha”; Deus queria toda a força de sua juventude para enfrentar todas as lutas que o seu plano exigia para vida dela. “Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes e a palavra de Deus permanece em vós, e vencestes o Maligno” (1 Jo 2,14b).

O Senhor quer contar com a sua força para que você possa fecundar a fé em muitos corações; como Nossa Senhora diga sim, diga: - Fiat - faça-se!  

Garanto a você que esse plano não te frustrará, todos aqueles fizeram a vontade de Deus se tornaram homens e mulheres muito mais felizes. Diga sim e faça parte dessa geração a geração de Maria, os que fizeram uma boa aventura na fé.

Fuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii !!!!!!!!!!!!!! Até a próxima.        

Anderson Roberto Gomes

Postulante da Comunidade Operários da Messe

 

Maria exemplo de atenção, decisão e ação

Acredito que todos nós já vimos aquele quadro com a imagem de Jesus batendo na porta, na qual não há fechadura do lado de fora, sendo que logo podemos pensar que essa fechadura existe apenas pelo lado de dentro, onde só nós temos o acesso. Podemos nos recordar daquela passagem que Jesus diz: “Eis que estou a porta e bato: se alguém ouvir minha voz e me abrir a porta, entrarei em sua casa e cearemos, eu com ele e ele comigo”(Apocalipse 3,20). Diante desta passagem quero trazer três exemplos que a virgem Maria nos deixou, e que neste mês ela mesma quer nos ensinar a vivê-los. Os exemplos são: a ATENÇÃO, DECISÃO e a AÇÃO.

O Senhor bate na porta do nosso coração e nos chama, assim como fez com Maria, e se a Virgem Maria não tivesse dado atenção a voz de Deus e não tivesse aberto a porta do seu coração, a vontade do Pai não teria se cumprido, e hoje não teríamos o Cristo. Todas essas coisas são para que possamos compreender que o nosso fechamento, a dureza do nosso coração, muitas vezes dificulta aquilo que é simples, e faz tornar impossível aquilo que é possível, feio o que é belo. É preciso clamar a intercessão de Maria, para que ela venha nos ensinar a ter a sua atenção, e tenhamos ouvidos atentos, pois a palavra diz: “... se alguém ouvir a minha voz”; precisamos desta atenção de Maria para ouvirmos a voz daquele que chamar que é Jesus.

Além desta atenção nos é necessário a decisão; podemos ver em Maria que o Senhor bateu em sua porta, ela ouviu e se decidiu ir até a porta, colocar sua mão sobre a fechadura. Como ela devemos tomar a firme decisão de ir até ma porta.

Por ultimo vemos a ação da virgem Maria em girar a chave e abrir a porta, para que a promessa de Deus se cumprisse, sendo ela a primeira a cear com o Cristo, a provar do seu banquete.

É isso que hoje a mãe da alegria quer nos ensinar, ouça a voz daquele que te chama, é Jesus que esta a bater a porta do seu coração, tenha esta atenção, mas não basta ouvir, decida-se a caminhar em direção a esta porta, tocar na fechadura, e tenha a ação de abri-la, pois, só você pode, somente você tem as chaves em tuas mãos; deixe o Senhor entrar em teu coração, deixe ele cear contigo e verás o banquete que ele, juntamente com Maria, irá preparar para você.

Que a Santa Mãe de Deus, a virgem da alegria interceda, para que assim como ela possamos permitir que Cristo adentre em nosso coração, faça sua Santa habitação em nós, e  assim possamos experimentar a cada dia o seu banquete, pois  é esta a experiência  que devemos fazer ao ouvir aquele que bate em nossa porta, precisamos abri-la e dizer: “ Eu quero cear contigo Senhor”; assim como também fizeram os discípulos de Emaus ao dizer: “ Já é tarde e já declina o dia, fica conosco” (Lc 24,29).

Mãe da Alegria, Rogai por nós!

Laís Regina Rodrigues Roceti

Postulante da Comunidade Operários da Messe

Vivendo as maravilhas do Senhor

Com a graça do Senhor entramos em mais um ano, devemos iniciar com grande alegria e esperança.  A alegria de sermos chamados a contemplar as maravilhas do Senhor em todos os momentos, e a esperança de termos uma vida nova, renovada em Cristo Jesus.

A palavra de Deus nos ensina: “Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: alegrai-vos! Seja conhecida de todos os homens a vossa bondade: O Senhor está próximo. Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças. E a paz de Deus, que esconde toda a inteligência, haverá de guardar vossos corações e vossos pensamentos, em Cristo Jesus” Fl 4,4-7.

Talvez você tenha feito alguns planos para esse ano, mas o maior investimento na tua vida deve ser a vida de oração e a busca de santidade, a oração que é alimento da alma, que abre os olhos e o entendimento, pois são palavras voltadas a Deus, a sua maior preocupação não deve ser com as coisas ou situações, mas a maior preocupação deve ser de viver bem os momentos com Deus, pois aquele que vive com Deus, vê  suas maravilhas, sua ação, sua bondade, sua alegria e esperança, e aprende dele, pois tudo está nas mãos do Divino.

Essa deve ser a nossa maior certeza: temos um Deus perto, apaixonado, que deseja caminhar conosco. Eu com Ele e Ele comigo, se assim fizermos viveremos o nosso ano de 2014 mergulhados no coração de Deus, pois ali é o nosso lugar e então testemunharemos uma nova vida.

“Todo aquele que está em Cristo é uma nova criatura. Passou o que era velho; eis que tudo se fez novo!” II Cor 5,17

Que esse seja um ano de vida nova, vida santa, de busca das coisas do céu, que Nossa Senhora seja a condutora, a mestra, que ela te ensine o caminho da oração e da santidade, a passar todos os momentos com os olhos, e o coração no Pai. Que toda graça do céu caia na sua vida e de toda a sua família, que vocês sejam testemunhas da alegria que vem do céu.

Que Deus te abençoe! Feliz vida nova! 

Dayane B. de Oliveira

Consagrada da Comunidade Operários da Messe

É permanecendo firmes que iremos ganhar a vida

Ganhar a vida, acredito que seja o desejo de todos, e já temos a vida que nos foi dada por Deus, mas hoje quero partilhar um pouco sobre a vida interior, a alegria de todos os dias ter um Deus que move em nós a sua luz, que quer brilhar dentro de mim e dentro de você.

Quantas pessoas conhecemos que tem tudo para serem felizes e não são, falta algo, um vazio, que é justamente a motivação de SER de Deus, o único que é capaz de nos dar a vida, por isso nossa busca tem que ser contínua, perseverante, queremos muitas vezes um Deus que resolva nossos problemas, e não é esse o sentido, Ele é o Deus de amor, da misericórdia, o Deus que nos sonda porque se interessa por nós.

“Senhor, tu me examinas e me conheces, sabes quando me sento e quando me levanto. Penetra de longe meus pensamentos, distingues meu caminho e meu descanso, sabes todas as minhas trilhas” (Sl 139, 1-3).

Temos um Deus fiel em todos os momentos, caminha conosco na saúde, na tristeza, na alegria, na morte, na dor, Ele troca reinos por nós, “Pois és muito preciso para mim, e mesmo que seja alto o teu preço, é a ti que quero. Para te comprar, eu dou, seja quem for; entrego nações, para te conquistar” (Is 43,4). Porém essa fidelidade, essa permanência deve ser correspondida por você! Devemos ter uma busca constante, assumindo o propósito de vida nova com Ele, deixar ser transformado por Deus, quem permanece com ele, quem fica demoradamente com ele, quem se entrega recebe a vida nova, ganha a vida e não perde nada, “Pois quem quiser ganhar sua vida a perderá, e quem perder sua vida por causa de mim a ganhará” (Lc 9,24).

Essa permanência exige um esforço de nossa parte, a firmeza faz parte desse esforço, não abrir mão da vida de oração, ter uma vida mergulhada em Deus, ser fiel a sua palavra, ter atitude nova, a firmeza fecha todas as brechas, pois elas são preenchidas por Deus. É preciso cuidar daquilo que Deus te deu, é preciso cuidar das coisas Dele dentro de nós.

A cada dia a nossa vida deve ser ofertada a Jesus, o nosso coração, com isso ofertamos tudo o que passamos e sentimos, então a cada dia, com a força do Espírito Santo, conseguiremos alcançar as bênçãos sobre nós, nos tornaremos novas criaturas, porque viveremos com ele, nele e para ele, e em cada circunstância, veremos suas expressões em nós.

Abra o cofre do teu coração e dê presentes a Ele, o maior presente que podemos dar é a nossa própria vida, o nosso coração e dizer vem morar aqui, pois desejo ter-te Senhor comigo.

Não desista, permaneça em Deus, porque todas as coisas passam, mas Ele permanecerá, e Ele sabe o que fazer conosco.

Que o Senhor da messe te abençoe e te dê a graça da permanência e da firmeza para que os frutos sejam colhidos no tempo oportuno. Nossa Senhora, mãe de Jesus, ensina-nos a sermos santos, Amém.

 

Dayane Bárbara de Oliveira

Consagrada da Comunidade Operários da Messe

A Mãe que nos apresenta o fruto bendito

Quero iniciar este artigo, neste novo ano, partilhando a graça de termos recebido em nosso meio o Emanuel, o “Deus conosco". Na palavra de Deus, em Mt 28,20, Jesus diz: “Eis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo”;este é o Deus conosco, que permanece  ao nosso lado até o fim, e que nos foi apresentado por uma mulher, Maria. Se hoje contemplamos o “Emanuel”, é porque um dia Ele nos foi apresentado por Maria; assim como um dia ela apresentou-o ainda em seu ventre para Isabel, assim também o apresentará a cada um de nós.

Leia mais...