Ao que era que é e que sempre será

Mês de junho, um período que marca o centro de nosso ano, lembramos também neste mês da devoção ao Sagrado Coração de Jesus. No Catecismo aprendemos que: “O Sagrado Coração de Jesus, transpassado pelos nossos pecados e para nossa salvação, é considerado sinal e símbolo por excelência… daquele amor com que o divino Redentor ama sem cessar o eterno Pai e todos os homens” (§478).

 

Com isso o coração aberto de Jesus revela o sinal de profundo amor daquele que primeiro nos amou (1Jo.4,19), seu coração rasgado pela lança é também demonstração de incondicional despojamento pela redenção de toda humidade, acima de qualquer merecimento. Esse coração desinteressado que se dá por nós, revela e ensina para nós o abandono de qualquer interesse particular no sentido de troca.

Diante desses fatores podemos concluir que Deus se dá por inteiro a cada um de nós, sem vislumbrar qualquer tipo de interesse a não ser o desejo que tenhamos vida plena a partir da graça inesgotável da nossa salvação, como nos diz o Papa Pio XII “O Seu Coração é o sinal natural e o símbolo do Seu Amor sem limites para com a humanidade”.

Temos uma grande missão diante da grandeza desse Sagrado Coração, como diz o Padre Dehon, fundador da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus: Devemos levar Cristo ao coração do mundo; Trazer o mundo ao coração de Cristo. Realmente esse é nosso grande desafio, diante de nossa sociedade marcada pela corrupção, pelo relativismo cultural e por outras tantas mazelas. Isto prova que todos esses fatores e outros mais, só acontecem porque o coração de parte da humanidade está distante do coração de Deus.

São João Paulo II nos dá um ensino, mostrando o Sagrado coração de Jesus como uma fonte de graças dizendo: “Este Coração é fonte de vida e de santidade”. O que mais buscamos sem dúvidas é um sentido para nossa vida, e só encontraremos de verdade quando absorvermos as virtudes dispostas no coração de Jesus, e direcionadas pelo magistério, pela doutrina e os ensinamentos do Evangelho.

O Papa Francisco se refere ao sentido do coração de Jesus dizendo: “­­­­­-­Um Deus que se faz próximo por amor, caminha com seu povo e esse caminhar chega a um ponto inimaginável”. Que nesse mês do Sagrado coração de Jesus possamos desenvolver em nosso interior o verdadeiro sentido desse Deus que tem um coração, próximo, que caminha conosco até as últimas consequências. Este é o coração infinitamente amoroso de nosso Deus.

Sagrado Coração de Jesus que tanto nos amais.

 

Fazei que vos ame cada vez mais.

 

César Quirino

Fundador da Comunidade