Boas notícias?

 

Será que, no mundo, realmente, só tem acontecido desgraças? Ainda existem boas notícias? Onde estaria Deus diante desse caos?

É certo que o homem se distanciou de Deus e, por isso, muitos se perverteram – quanto a isso, não podemos fazer vista grossa. Porém, é ainda mais certo que o Senhor continua sendo bom, e existe muita gente lutando para fazer o bem.

Vamos “engolindo” todas essas más notícias, e estas começam a fazer parte do nosso cotidiano. Já esperamos receber algo ruim, estamos sempre preparados para o pior. E quando recebemos algo bom, ficamos desconfiados; afinal, “quando a esmola é muita, até o santo desconfia”.

Sentimo-nos ainda na obrigação de também transmitir tudo o que é negativo e se passa perto de nós. Percebe como até mesmo nós, que acreditamos na Ressurreição de Cristo, estamos sendo pegos pelo negativismo?

Todo esse peso vai tomando conta da nossa mente e de nosso coração, ficamos desmotivados, prostrados e abatidos. Muitos têm medo de sair de casa e caem numa profunda depressão. Outros ainda, diante de tanta instabilidade, têm medo de ter filhos neste mundo caótico.

Acreditar que Deus nos ama e nos quer bem torna-se um conflito. Ainda que seja inconsciente, parece-nos que o Senhor perdeu Sua força e o mal sobressai o bem.

Não resolve apenas celebrarmos que Jesus ressuscitou no tempo da páscoa se não deixarmos que Ele ressuscite a nossa esperança, os nossos sonhos, a leveza em nossa alma e a alegria de viver.

Somos convidados a fazer a diferença. Tenhamos filhos, sim, e os eduquemos na esperança, ensinando-lhes que o mundo pode ser melhor a partir de cada um, confiando no amor de Deus que provê todas as coisas.

Precisamos celebrar o que é belo, enxergar o policial que faz o seu trabalho justo, a pessoa que encontrou uma carteira de dinheiro e a devolveu, o trabalhador que ganha o pão com o suor do próprio rosto e o empresário que não sonega os impostos.

Enfim, vamos procurar as boas notícias e espalhá-las como alguém que solta sementes de flores ao sabor do vento; e onde houver uma boa terra, que a semente se instale, germine e gere frutos.

Sejamos profetas da esperança!


FALE CONOSCO

  • Rua João Ridley Bufford,79 – Centro Santa Bárbara d’Oeste – SP
  • (19) 3044–3898
  • contato@operariosdamesse.org.br
  • Como Chegar

Pedido de Oração

Pesquise aqui