Papa cria novos cardeais: Jesus chama para servir, não para ser príncipe

 

O Papa Francisco presidiu, um consistório (reunião de cardeais) ordinário público para a criação de cinco novos cardeais. Nas palavras dirigidas a eles nesta ocasião, o Santo Padre enfatizou que os cardeais não são chamados por Jesus para ser príncipes, mas para servir.

“Jesus ‘segue à frente de vós’ e pede-vos que O sigais decididamente pelo seu caminho. Chama-vos a olhar para a realidade, não vos deixando distrair por outros interesses, por outras perspetivas. Não vos chamou para vos tornardes ‘príncipes’ na Igreja, para vos ‘sentardes à sua direita ou à sua esquerda’. Chama-vos para servir como Ele e com Ele”, disse Francisco.

 

A reflexão do Papa partiu do trecho evangélico em que Jesus caminha à frente dos discípulos, rumo a Jerusalém. Francisco falou das duras realidades que Jesus encontrou pelo caminho e como muitas vezes os discípulos ficavam distraídos por interesses que não condiziam com essa direção. Enquanto Tiago e João pensavam como seria bom sentar-se à direita ou à esquerda do rei de Israel, a realidade diante de Jesus é a cruz, o pecado do mundo, os inocentes mortos pelas guerras

O Santo Padre pediu, por fim, a intercessão da Virgem Maria para que seja preenchida toda distância que possa existir entre os corações dos cardeais e o coração de Cristo e para que a vida deles se torne serviço a Deus e aos irmãos.

Os novos cardeais criados hoje são do Mali (Dom Jean Zerbo, arcebispo de Bamako), da Espanha (Dom Juan José Omella Omella, arcebispo de Barcelona), da Suécia (Dom Anders Arborelius, bispo de Estoclomo), de Laos (Dom Louis-Marie Ling Mangkhanekhoun, vigário apostólico de Paksé) e de El Salvador (Dom Gregório Rosa Chávez, bispo auxiliar de San Salvador).

Ao final do consistório, os novos cardeais, junto com o Papa Francisco, fizeram uma visita ao Papa Emérito Bento XVI no mosteiro Mater Ecclesiae, onde ele reside no Vaticano. 

Desta vez, nenhum dos novos cardeais é brasileiro. A última vez em que o país recebeu um novo cardeal foi em 2016, quando o arcebispo de Brasília (DF) e presidente da CNBB, Dom Sérgio da Rocha, entrou para o colégio cardinalício. Assim, o país conta agora com seis cardeais: Cardeal Raymundo Damasceno, Cardeal Odilo Pedro Shcerer, Cardeal Claudio Hummes, Cardeal João Braz de Aviz e Cardeal Geraldo Magela, além do já citado arcebispo de Brasília.


FALE CONOSCO

  • Rua João Ridley Bufford,79 – Centro Santa Bárbara d’Oeste – SP
  • (19) 3044–3898
  • contato@operariosdamesse.org.br
  • Como Chegar

Pedido de Oração

Pesquise aqui