A beatificação de Carlo Acutis está pronta, afirma seu postulador

 

 

De acordo com seu postulador, Nicola Gori, a beatificação de Carlo Acutis será uma festa para todos os jovens

A beatificação de Carlo Acutis “está pronta”, assegurou o postulador da causa desse jovem italiano conhecido como “ciberapóstolo da Eucaristia”. Sua beatificação recebeu a aprovação do Papa Francisco após o reconhecimento, em 22 de fevereiro, do milagre atribuído à sua intercessão: a cura milagrosa de uma criança com anomalia congênita em 12 de outubro de 2010, no Brasil.

Segundo declarações feitas pelo postulador Nicola Gori à EWTN News e ACI Prensa, agências do grupo ACI, a beatificação foi adiada devido à pandemia causada pelo coronavírus.

O jovem Carlo

Carlo Acutis, nascido em 1991, em Londres, de família italiana, dedicou sua vida a promover a adoração eucarística. Sua devoção à Eucaristia e ao Terço o levou a aplicar seus conhecimentos em informática para realizar exposições virtuais e evangelizar.

Doente de leucemia, ofereceu seu sofrimento pelo Papa e pela Igreja; morreu em 12 de outubro de 2006, quando tinha 15 anos.

O postulador de sua causa, Nicola Gori, assegurou que “a beatificação de Carlo será uma festa para todos os jovens”. Por esse motivo, como a fama de Carlo é difundida em muitos países, “seria uma pena fazer a beatificação em privado ou com poucas pessoas sem que ninguém viesse do exterior”. É por isso que a beatificação foi adiada.

Na entrevista, Nicola Gori enfatizou que “Carlo Acutis nunca usou a internet para outra coisa senão fazer o bem”.

Recordou que “durante a causa de beatificação, técnicos de informática realizaram análises de seu computador para verificar os sites que ele havia visitado. Descobriu-se que usava o computador, todos os seus recursos, para fazer o bem e, exatamente, para fazer algo que tinha em seu coração: a exposição dos Milagres Eucarísticos”.

Para realizar esta exposição, Carlo Acutis dedicou “um verão inteiro, o verão antes de sua morte. Reuniu todos os locais do mundo onde ocorreram milagres eucarísticos reconhecidos pela Igreja desde a primeira era cristã até nossos dias”.

Esta exposição percorreu paróquias e santuários de muitos lugares do mundo. “Carlo queria que as pessoas se aproximassem da Eucaristia e, para isso, usou a internet”, disse seu postulador.

Internet para evangelizar!

Questionado sobre como acha que Carlo Acutis teria vivido a situação que a Igreja está enfrentando durante a atual pandemia de coronavírus, o postulador assinalou que, se ele tivesse passado por essa situação, com as igrejas fechadas, teria usado seu conhecimento em informática para realizar “atividades missionárias online”.

“Carlo Acutis, certamente, se tivesse vivido em nossos dias, nestes dias, teria se sentado na frente do seu computador para desenvolver projetos de formação cristã”. “Teria percebido que os catequistas, que com frequência carecem de formação, estavam também um pouco em perigo”.

Portanto, “certamente teria preparado algo para que qualquer pessoa, conectando-se com o seu computador durante esse período de confinamento em casa, pudesse aprofundar na sua fé”. Certamente “teria difundido o Terço pela internet. Ele teria usado os novos instrumentos digitais ou as novas mídias. Com certeza não teria parado nem por um instante”.

Com informações de ACI Prensa

FALE CONOSCO

  • Rua João Ridley Bufford,79 – Centro Santa Bárbara d’Oeste – SP
  • (19) 3044–3898
  • contato@operariosdamesse.org.br
  • Como Chegar

Pedido de Oração

Pesquise aqui