Mil vezes renunciaria ao mundo para seguir Jesus, diz padre americano

O padre David Michael Moses, um dos sacerdotes mais jovens da arquidiocese de Galveston-Houston, nos Estados Unidos, disse que voltaria a abandonar o que o mundo lhe oferece para seguir Cristo “mil vezes”.

“Escolher Jesus primeiro, sem provar o que o mundo oferece. Faria isso novamente, mil vezes mais, porque quando você renuncia aos seus melhores anos no mundo, obtém anos incríveis como sacerdote” 

 

 

Na postagem, o padre Michael contou que, junto com o padre Joseph White, ingressou no seminário aos 18 anos. A maioria das pessoas lhes perguntavam: “por que não desfruta um pouco da sua vida? Sempre poderá escolher ser padre mais tarde”.

O sacerdote afirmou que ser chamado por Jesus em uma idade precoce é um dom, ser convocado para “abandonar tudo o que poderia chegar a ser no mundo e apostar tudo em Cristo”.

Nos comentários da publicação, o padre White, atualmente com 26 anos, afirmou que voltaria a fazê-lo 1001 vezes mais.

Segundo a página da paróquia católica santa Faustina, o padre Michael cresceu em Nassau Bay, no Texas, como seus cinco irmãos. Ingressou à universidade aos 14 anos e aos 18 recebeu o diploma de humanidades pela Universidade de Houston-Clear Lake.

“Foi aceito na Faculdade de Direito da Universidade de Houston, mas finalmente foi chamado ao sacerdócio e ingressou no seminário da Arquidiocese de Galveston-Houston", afirma a página da paróquia.

Depois de estudar filosofia no seminário Holy Trinity, em Dallas, o padre voltou a Houston para continuar sua formação no seminário de St. Mary. O sacerdote também desenvolveu seu talento musical dando uma série de “Concertos para a vida”, onde arrecadou mais de 400 mil dólares para grupos pró-vida da cidade.

Em 2014, o padre Michael foi enviado à igreja de santa Faustina e ordenado sacerdote aos 25 anos, em 1º de junho de 2019.

Numa entrevista à arquidiocese de Galveston-Houston, dias antes da sua ordenação sacerdotal, em 5 de junho deste ano, o padre White contou que cresceu numa “família muito devota, e a ideia de pregar sobre Jesus esteve presente durante a minha infância”.

O sacerdote também foi designado para a igreja de santa Faustina, onde serve os fiéis ao lado do padre Michael.

Em um vídeo, o padre White contou que entrou para o seminário assim que terminou o colégio, e que depois de quatro anos de preparação, foi enviado a Roma para estudar teologia na Pontifical North American College.

O sacerdote disse que sua decisão de dedicar a vida a Deus chegou como inspiração na oração e que durante o ensino médio decidiu orar diariamente para ser um bom cristão.

“Eu queria me tornar um bom católico, então Jesus deveria ser meu melhor amigo, e os amigos conversam todos os dias”, acrescentou ele.

Por isso, o padre White começou a orar todos os dias na capela, embora às vezes durasse só 5 minutos, outras 20, era um momento para conversar com Deus e conhecer o que Ele queria para a sua vida.

“Naquele tempo de oração, eu ia recordando vários momentos da minha vida, alguns retiros onde o Espírito Santo me inspirou para ser sacerdote, mas que não lhe tinha dado tanta importância”, afirmou.

Segundo ele, foi Deus quem o encorajou a meditar sobre aqueles momentos e sobre as palavras de seus pais, que sempre lhe diziam que o importante era que ele seguisse o que Deus queria para sua vida.

“O Senhor revelou lentamente que estava me convidando a me tornar um sacerdote, a entrar no seminário”, disse ele.

 

O padre White afirmou que realmente deseja dedicar sua vida ao serviço da Igreja e levar mais pessoas a Deus.

 


FALE CONOSCO

  • Rua João Ridley Bufford,79 – Centro Santa Bárbara d’Oeste – SP
  • (19) 3044–3898
  • contato@operariosdamesse.org.br
  • Como Chegar

Pedido de Oração

Pesquise aqui