Ressuscitou ao terceiro dia!

 

A ressureição não é uma fábula, mais um fato verdadeiro que marcou nossa história. Se pudesse ser comprovada que a ressurreição é uma fraude, o Cristianismo se desintegraria. Por isso, aqueles que argumentam que a historicidade da ressurreição não é provável, e incluso até mesmo desnecessários, estão contradizendo as testemunhas apostólicas. Realmente, todo o ministério de São Paulo foi construído a partir do fundamento da ressurreição, e foi o seu encontro pessoal com o Cristo ressuscitado que o fez desenvolver uma inatacável convicção na realidade deste evento.

Nos versículos seguintes, nos realçamos as declarações de Paulo sobre as consequências para a fé cristã se a ressurreição de Cristo, de fato, não tivera acontecido:

“Se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé.  Além disso, seríamos convencidos de ser falsas testemunhas de Deus, por termos dado testemunho contra Deus, afirmando que ele ressuscitou a Cristo, ao qual não ressuscitou (se os mortos não ressuscitam). Pois, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. E se Cristo não ressuscitou, é inútil a vossa fé, e ainda estais em vossos pecados. Também estão perdidos os que morreram em Cristo. Se é só para esta vida que temos colocado a nossa esperança em Cristo, somos, de todos os homens, os mais dignos de lástima. Mas não! Cristo ressuscitou dentre os mortos, como primícias dos que morreram!” I cor.15,14-20

Queremos elencar alguns fatores que comprovam a ressurreição de Jesus:

1-       A primeira pessoa que encontrou com jesus ressuscitado foi Maria Madalena, que eles quisessem montar uma farsa eles teriam colocado um homem, pois o testemunho de uma mulher não era valido.

2-       O fator de Jesus ressuscitar no terceiro dia, pois para o judeu até o terceiro dia poderia voltar, pois estava em um estado de coma.

3-       Aparece entre seus discípulos, pede para Tomé tocá-lo, e comer com eles.

4-       Se a ressureição fosse mentira, porque de doze de seus discípulos onze morreram professando a fé no ressuscitado até o fim. Ninguém morre por aquilo que não acredita.

Embora os discípulos de Jesus tivessem temido ante à morte Dele , uma vez que viram Jesus ressuscitado, eles se tornaram corajosos. Desde então até o presente momento, a razão pela qual os santos têm anunciado o evangelho mesmo sendo perseguidos por causa de Cristo, e porque eles têm estado dispostos a morrer por Ele, é por causa da ressurreição de Cristo, e a certeza da própria ressurreição deles também.

A força da ressureição tem atravessado os séculos e ainda é revivida, na memória, nas celebrações e na ação concreta do Espirito de Cristo no mundo, avivando e restaurando tantos corações. Hoje essa força da ressurreição se encontra no meio de nós e somos chamados a fazer a experiência pessoal dessa força vivificadora. Que essa Páscoa seja um tempo favorável para nos abrirmos a esta santa experiência.

Feliz Páscoa!

Cristo ressuscitou! Ele está no meio de nós!

 

César Quirino

Fundador da Comunidade


FALE CONOSCO

  • Rua João Ridley Bufford,79 – Centro Santa Bárbara d’Oeste – SP
  • (19) 3044–3898
  • contato@operariosdamesse.org.br
  • Como Chegar

Pedido de Oração

Pesquise aqui